Um dia com Catarina Beato

0 Gostou

O azul não lhe corre nas veias, não tem títulos nem é soberana de um principado. No entanto chamam-lhe princesa. Deste século, acrescento eu. Gosta de passar o dia na cama a escrever, de estar com o marido em silêncio, de adormecer no sofá e de comer Papas Real, canja e almondegas (da mamã). É viciada nos seus dois filhos e acredita mesmo que a vida se resolve sozinha. A Catarina assina o blogue Dias de uma Princesa e, escreve sempre sem maiúsculas, por isso não estranhem… não é defeito, é feitio.

1

Nome: Catarina Beato

Naturalidade: Portuguesa

Idade: 37

Profissão: Comunicadora, escritora, autora do blogue Dias de uma princesa

7h Na realidade acordo sempre antes das 7h para ajudar o meu filho grande a preparar-se para ir para a escola – é tempo apenas para ele, como se continuasse a ser filho único, com direito a ovos estrelados e torradas. depois aproveito o silêncio para actualizar o blog, responder a e-mails e acabar trabalhos pendentes. às vezes volto a fechar os olhos [e arrependo-me sempre profundamente por tudo o que deixei por fazer]. quando o filho pequeno acorda é a vez dele ser filho único: muito mimo, pequeno-almoço, mais mimo e caviladas até à escola.

2

10h excepto se tiver alguma reunião, ou algum compromisso de trabalho, aproveito para ir levar o A. já com os ténis calçados e vou correr ou treinar. começam sempre muito melhor os dias em que vou treinar ou correr logo cedo. é uma sensação insubstituível.

3

De seguida… é difícil precisar um horário pois os meus dias são todos diferentes… – há dias passados em casa a escrever, há dias passados de um lado para o outro entre reuniões, há dias em que escrevo nos momentos em que espero pelo compromisso seguinte no carro. os melhores dias são quando os horários do meu marido o mantêm disponível a esta hora: gostamos de ir à praia e almoçar os dois.

13h quando almoço fora gosto de comer sushi ou ir às Amoreiras à pressa comer uma omelete de claras ou um prato que tenha sempre muitos legumes. almoço muitas vezes em casa o que me permite continuar a escrever. a nossa casa nova tem uma luz fabulosa para trabalhar. 

5

11694950_1028605270513700_8453225111184602835_n

os meus dias são todos diferentes porque dependem da hora em que o G. sai da escola. nas alturas mais complicadas de trabalho a minha mãe dá uma ajuda, vai buscar os netos, leva-os a casa e quando chego há almôndegas ou canja [os pratos que mais gosto que a minha mãe prepare]. mas, na maioria dos dias vou buscar os miúdos, “voltamos a ser três” como diz o A.

18h  estamos em casa e entregamo-nos às deliciosas rotinas de final do dia: fazer trabalhos de casa, brincar, tomar banhos, preparar o jantar e tudo o que é preciso para o dia seguinte.

4

21.30h ao final do dia sou apenas mãe. depois do melhor do nosso dia, quando nos deitamos no escuro a trocar declarações de amor, deixo os amores da minha vida em sonho doces, com a respiração calma de mais um dia terminado. desde o meu recente estado de casada que, antes de voltar ao trabalho gostar de estar com o Pedro em silêncio, a namorar, a ver qualquer coisa na televisão, a conversar ou a acabar as tarefas de casa em conjunto. quase sempre o Pedro adormece e eu ligo o computador. trabalho até tarde

16

Fins de semana têm a sua rotina própria: filhos entregues aos pais [muito mimo e muitas saudades sempre] e workshops cheios com Papas Real e pessoas lindíssimas que me enchem o coração e compensam todo o cansaço.

12140204_1090671967640363_2858888231669967416_o

quando não há filhos, gosto de aproveitar o tempo – namorar, estar com amigos, correr, treinar, ir ao cinema. às vezes aproveito para passa o dia na cama a escrever.

quando estamos todos adaptamos os programas mas fazemos o mesmo – passear, ir ao cinema, estar com os nossos amigos e dar mimo.

Na mala levo sempre: telemóvel, computador, comida, canetas, agenda e uma bateria suplementar.

Não passo um dia sem: telemóvel. falar com as minhas pessoas. dizer ao meu marido o quanto sou apaixonada por ele. Mandar um beijo à minha mãe.

10

Não sei viver sem: os meus filhos. o meu marido. as minhas pessoas.

9

Viciada em: mensagens escritas.

Um local sagrado: a nossa casa. qualquer um onde corra. é um local e um momento sagrado. a Serra da Boa Viagem.

12

Cidade preferida: Lisboa, Porto e Londres.

Próxima viagem: Londres.

Máxima de vida: “a vida resolve-se sozinha.”

13

Uma característica: independente.

Adoro: dormir na praia e ser acordada pelo meu marido a voltar da água, adormecer com os meus filhos, comprar fruta, comer sushi, aninhar-me no sofá, escrever, ver os meus filhos brincarem um com o outro, ouvir a música muito alta, dançar, correr, dar gargalhadas com as piadas parvas das minhas amigas, pequenos-almoços demorados.

Não suporto: a frustração, silêncios “pesados”, manhãs à pressa. A ideia de perder quem amo.

11407205_1010037649037129_9005482845908941732_n

Uma palavra: constante.

Um livro: os meus. os que já cá estão e os que hão-de vir. sugiro o Provo-te.

15

Um gosto esquisito: as músicas que ouço no volume máximo quando conduzo sozinha. a quantidade de gengibre que como com o sushi. limpar a casa.

Um ritual de beleza: eu, a menos princesa de todas as princesas: tomar banho e por o creme que todos usamos lá em casa [o hidrante dos meus filhos]. Não dispenso as minhas pestanas [obrigada à 2Be em Oeiras]. Faço um esforço por ter a depilação feita [obrigada à Ultimate Laser].

11070833_968079116566316_5204916080576760303_n

Amuletos: a carteira do meu pai.

A felicidade é… O que sinto quando ouço os meus filhos a dormirem. O que sinto sempre que olho para o homem com que casei. O que sinto nas noites em que danço com as pessoas de quem gosto. O que sinto só porque acordo [mesmo com mau humor]. O que sinto em cada viagem que faço. O que sinto quando percebo que ajudei alguém a ser mais feliz. A palavra que tenho tatuada no meu lado esquerdo.

17

Uma música: Canção de embalar. José Afonso; Todas as músicas de Expensive Soul [porque é com eles que gosto de treinar]; Se cuidas de mim. Tiago Bettencourt [pela letra]; Uma kizomba especial.

Crédito das Imagens: Paustorch; MartaDreamaker; magma; Catarina Beato.

2 Comments

  • carla

    November 02, 11 2015 02:54:02

    Sou sua seguidora catarina beato, gosto muito do que vejo e leio sobre você é este post está espectacular! !!!! Bem haja a quem o fez. 😊

  • Alda Oliveira

    November 02, 11 2015 10:02:36

    Adorei. Sou principiante nestas andanças de seguir alguém, mas adoro o que escreve.

Deixe uma resposta