Preparar a casa para a Primavera

0 Gostou

Custou mas parece que (finalmente) o Sol nos começou a fazer mais companhia e que os pássaros e as flores surgem no nosso caminho com maior frequência. Não é isto, por si só, um motivo profundamente inspirador? Habitualmente são duas as estações do ano que nos levam a ter vontade de mudar algo nas nossas casas – o outono e a primavera. Vamos então investir em pequenas mudanças? Bastam três simples passos para conseguir um ar mais fresco e jovial dentro de quatro paredes. Limpar. Reorganizar. Decorar. Vejamos um a um.

LIMPAR

É provavelmente a etapa menos estimulante de todas. A tão conhecida “limpeza de primavera”, deve ser uma verdadeira limpeza a fundo. Sacudir tapetes, lavá-los, deixá-los a secar ao sol, livrando-se de poeiras e alergias. Lavar janelas e outros vidros, removendo os vestígios de chuva, terra e outras sujidades impregnadas. Aspirar ou escovar cortinados e abat-jours, remover manchas escuras de humidade das paredes, limpar lareiras, chaminés e claro, esvaziar roupeiros passando-os a pano para que recebam as vestes da nova estação, são algumas das tarefas a que deve dedicar-se se estiver decida a preparar a casa para a primavera.

Se tiver ar condicionado fique ainda a saber que esta é uma boa altura para mudar os filtros. E no caso de viver numa moradia faça a respetiva ronda pelo exterior… Verifique manchas nas paredes, dê uma pintura se necessário, limpe as áreas de jardinagem, decks e equipamentos como regas automáticas ou cortadores de relva. Tire dos arrumos eventual mobiliário de jardim, para começar a usufruir do seu espaço exterior.

(RE)ORGANIZAR

Um dos elementos que possivelmente necessitará de maior reorganização é o roupeiro. Trocar as roupas de inverno por outras mais leves e frescas, de meia estação, é um clássico. Assim como, substituir as malas e os sapatos invernosos por outros mais adequados à recém-chegada estação.

As próprias roupas de casa, como os lençóis, querem-se agora de linho ou algodão em vez dos polares ou de flanela. Mantas e cobertores pesados também podem agora dar lugar a outros mais leves e coloridos. Nas peças que vão para as caixas ou sacos de arrumação, como os edredões, por exemplo, pondere a colocação de bolinhas anti traça.

Aproveite ainda o momento para lavar e doar tudo o que já não pretende usar. Contudo, aquilo que decidir manter deve permanecer acessível não vá o tempo fazer “das suas” e ter de ir recuperar alguma peça mais quentinha.

Mas não se fique por aqui em termos de organização. Caixas com acessórios, cômodas e até armários com acessórios de cozinha devem levar uma volta nesta altura. Sabia que há até quem prefira reservar apenas para esta época do ano serviços de mesa mais rústicos, com cores alegres e vistosas?

DECORAR

Existem alguns detalhes que podem ser trocados sem gastar uma grande fortuna e que darão certamente novo ar às suas divisões. As almofadas, colchas e abat-jours são alguns dos exemplos. Também os cortinados pedem por ora tecidos mais translúcidos.

Se o seu objetivo for dar nova vida e cor às paredes, não se esqueça que as coleções primavera-verão dos papéis de parede já estão nas lojas e apresentam soluções de cortar a respiração.

Outro detalhe decorativo onde pode investir é em novas fotografias para colocar nas molduras. Embora as rainhas da estação sejam mesmo…as flores! São para usar e abusar. Aproveite-as para refrescar e perfumar todos os recantos da casa, e coloque-as sobretudo no hall de entrada para dar as boas vindas a quem chega.

Se gozar de um espaço ao ar livre, por mais pequeno que seja: varanda, páteo, quintal ou jardim… Retire as lanternas de exterior e deixe a arder algumas velas quando a noite cai.

Por fim, e agora que o tempo está mais convidativo a almoços e jantaradas, por que não partilhar as suas mudanças com amigos e família? Reúna os mais próximos e usufruam de uma refeição com as suas “novas” loiças de tonalidades primaveris. Afinal, a boa energia de cada casa depende de quem nela habita, certo?

Este foi um dos temas que escrevi para uma das edições da revista BPM’S. Podem ler na íntegra, aqui.

Acompanhem o blogue também pelo facebook, instagram e Pinterest.

Deixe uma resposta