Podia ter uma infância normal? Podia, mas não era a mesma coisa

0 Gostou

Esta história incrível chegou até mim de diversas formas. Senti que de alguma maneira tinha de partilhá-la e divulgá-la junto daqueles que ainda não conhecem a protagonista deste percurso incomum, digno de uma longa-metragem.

Apresento-vos Tippi Degré. Uma jovem que nasceu a 4 Junho de 1990 e que cresceu, brincou e viveu 13 anos na selva africana, mais concretamente na Namíbia. Que em vez de bonecas teve como companhia elefantes, girafas, leões, zebras, répteis e todo o tipo de animais que – para a maioria dos mortais – fazem apenas parte de um retrato televisivo ou, no máximo, cinematográfico. Os seus amigos eram todo o tipo de animais selvagens, assim como elementos das tribos locais, daquelas que habitualmente observamos à distância de um ecrã e que muitos gostam de classificar de ‘não civilizadas’, (mas que tão boas lições dariam a tantos elementos ‘civilizados’ que eu conheço…).

 

Atippi

Btippi

Etippi

A filha de Alain Degré e Sylvie Robert, dois fotógrafos franceses freelancers da National Geographic, jamais imaginara ter de separar-se daquela que era a sua única realidade. O casal que proporcionou à menina uma infância e experiência de vida absolutamente fascinantes decidiu, ao fim de 13 anos, ir viver para Paris. Uma mudança que provocaria um resultado previsivel: Ao contrário da incrivel adaptação junto de seres tão diferentes, Tippi teve grandes dificuldades em relacionar-se com os seus pares, afinal, tinha muito pouco em comum com as outras crianças. Dois anos depois de frequentar uma escola pública acabara por abandoná-la e aderir ao ensino doméstico, ou seja, estudou em casa (uma modalidade de ensino que também existe em Portugal). Hoje, com 23 anos, está a formar-se em cinema na Sorbonne Nouvelle University e é uma celebridade.

A sua infância foi tão rica neste contexto inesperado que além de estar parcialmente retratada em seis documentários gravados para o Discovery Channel, também deu origem a um livro de sucesso que conta as suas aventuras ‘My Book of África’, traduzido já em várias linguas.Tippi Degré desenvolveu ainda um blogue sobre turismo e viagens escrito em francês, e que pode ver aqui: http://atchenroute.centerblog.net.

Sabemos que os animais e as crianças podem ser uma dupla de sucesso e que, de quando em vez, surgem relatos deste tipo para nos causar um misto de espanto, admiração e surpresa mas a verdade é que não consigo deixar de me comover com histórias destas, sobretudo, envolvendo crianças, perdão… extraordinárias crianças!

Ctippi

Dtippi

Gtippi

Créditos: http://www.hypeness.com

Acompanhem o blogue também pelo facebook, instagram e pinterest.

2 Comments

  • diana o. valenca

    April 24, 04 2013 12:00:00

    Nao ha comentarios porque nao ha palavras. Desde que descobri este artigo tenho visto,todos os dias, estas fotografias inspiradoras e sinceramente nem sei o que escrever. E tao bonito mas aomesmo tempo assusta. E suave mas ao mesmo tempo agreste. Mas, sem duvida, e muito motivador. Obrigada.

  • CigoToongax

    June 18, 06 2013 12:00:00

    mega page – nice page , http://alternatefuel.ru/#ohqws nice site

Deixe uma resposta