Decorar Mesas de Natal

0 Gostou

Se há época que adoro de paixão é o Natal. Concentra tudo o que eu mais adoro no mundo: reunião de familiares e amigos, mesas fartas – sobretudo com doces – decorações encantadoras e a possibilidade de surpreendermos os outros com ‘mimos’ (mais ou menos) valiosos. A solidariedade conhece o seu expoente máximo numa forma que, a bem da verdade, deveria de ocorrer todo o ano, afinal, estamos a celebrar o nascimento d’Aquele que mudou o mundo. Decorar a casa para o Natal é, para mim, uma das tarefas mais divertidas desta época, e, por isso, sugiro que comecemos pela mesa. Felizmente tive oportunidade de escrever sobre isto na edição de Natal da revista de decoração BPM’s, como poderão ver mais abaixo… São servidos de oito novas ideias?

1.Comece por selecionar o tom da festa, um passo importante para criar harmonia em toda a mesa. O vermelho é a cor típica do Natal e combina facilmente com o branco, verde ou dourado. O próprio verde conjugado com o tom marfim e o dourado também parte da tradição. Já para aqueles que gostam de fugir ao tradicional… por que não os tons prata combinados com branco? Ou beijes coordenados com preto? Aposte sem medo de arriscar!

2. Concentre-se agora na toalha. Tradicional ou contemporânea, o que não faltam são opções. Da clássica bordada, às toalhas num só tom como o vermelho, aos individuais ou runners contrastantes (espécie de individual comprido de um lado ao outro da mesa), o fundamental é que esteja impecavelmente limpa e engomada.

3. Vamos às louças. Há quem opte pelo tradicional serviço de mesa de Natal, (apenas usado nesta altura do ano), mas se for uma pessoa prática e quiser rentabilizar as louças do quotidiano por que não fazer uma mistura criativa? Associar conjuntos distintos, desde que combinem com a toalha, podem resultar numa mesa original!

4. Impossível falar no serviço e esquecer os talheres. As marcas esmeram-se por criar soluções com designs sugestivos, não são assim tantas as alternativas existentes. A sugestão passa por agrupá-los de forma mais sedutora: Uma fita de cetim em torno dos talheres (e, quem sabe, guardanapos) ou, simplesmente, atá-los com uns fios de ráfia se o mood for mais country e rústico, são elementos que contribuem para uma mesa diferente.

5. As luzes fazem parte da magia do Natal, e para a mesa o mais indicado são as velas, em t-lights, ou pequenos objetos natalícios, próprios para serem iluminados. Se optar por candelabros use velas neutras, de um só tom, ou noutra cor que coordene com o resto da mesa. O importante é que a deixe a brilhar.

6. Embora não sejam imprescindíveis, os marcadores de lugar podem ser a cereja no topo do bolo numa mesa já resplandecente. Dos mais sofisticados, em prata ou casquinha, aos mais criativos, e homemade, o que interessa é que não se esqueça de ninguém. Pode recorrer a cartões com grafismos de Natal, a postais antigos, caixinhas de bombons ou paus de canela com um pequeno cartão com o nome do convidado.

7. Falta a ‘rainha da mesa’, o centro de mesa. Pode ser natural, ou artificial. Se optar por flores, escolha os tons da época, cravos ou rosas vermelhas, ladeadas por ramos secos. Cestos de verga, estrelas, pinhas, nozes, castanhas, folhas de azevinho são outros elementos a que pode recorrer. Um centro aromático com pinhas e paus de canela dão uma rusticidade agradavelmente acolhedora e o simples tabuleiro com taças de vidro e velas por dentro, ou as bolas típicas da árvore, são outra aposta ganha.

8. A mesa está pronta? Então sente-se e olhe em redor. Confira os locais que necessitam de um toque final. Postais de natal, fitas de cetim com enfeites pendurados, uma grinalda naquela porta, uma vela no aparador, uma estrela na janela da sala… Tem a certeza que está tudo pronto para servir o jantar?

NA REVISTA BPMS FOI ASSIM…

MesasNatalBpms 1

MesasNatalBpms 2

MesasNatalBps 3

 

Deixe uma resposta