Cresce (mais) devagar, pf

0 Gostou

Ainda ontem nos sentámos e “ponderámos” engravidar. Agora, acabámos de celebrar os cinco anos do Bernardo. Caramba, não passou a correr, passou a voar. E cada vez mais, e mais, rápido, sobretudo, depois do nascimento do Salvador, que veio dar ainda mais significado ao nosso conceito de família.

Ser mãe é sem dúvida (e desculpem não fugir ao cliché. Por que será…?) o maior e mais nobre papel que algum dia desempenharei. O mais difícil também. Mais gratificante, certamente.

Fecho os olhos e recordo o momento em que o pude abraçar pela primeira vez. Cheirar. Brincar. Ensinar. Aprender. Cada etapa melhor que a anterior, mais enriquecedora e memorável. Já vos disse que ele era um bebé lindo? Tragam o babete, por favor…

Já começou a esboçar as primeiras letras e está a falar cada vez melhor. Fico feliz com a sua evolução mas…gostava tanto de o ouvir dizer: abu água, mánica máquina, escacavelhos escaravelhos, capitão aménica américa, escópio helicóptero, tofografia fotografia, vovocas avó e, por aí adiante…

Os aniversários são sempre dias felizes e onde gostamos de juntar família e amigos. Algumas já têm sido partilhadas por aqui, e a deste ano não vai ser exceção. Lembram-se de já vos ter falado na Quinta do Marquês? No ano passado o Bernardo gostou tanto que não resistimos em proporcionar-lhe a mesma satisfação.

Aos cinco, os aniversários são vividos com outro entusiasmo, e fizemos questão de envolvê-lo na organização. Definido o local – onde estava bem gravado na memória a diversão no trampolim – foi o momento de decidir quem fazia sentido estar presente. Além da família, vieram os amigos do Colégio – e mega surpresa – alguns dos ‘antigos’ que já haviam mudado de escola… a surpresa foi imensa! Desculpem a falta de jeito na distorção dos seus rostos, tenho de me aperfeiçoar :/

O tema da festa foram os Invizimals – de que não gosto particularmente, mas who cares? – a festa era para ele! Escolheu o bolo, o balão e algumas guloseimas, já que o catering ficou a cargo da quinta, assim como a decoração, pelas mãos da Vera Figueiredo, que além de cuidadosa e profissional é uma querida!!! Resumindo, do bolo de chocolate, às tortas, gelatinas, cheesecakes, queques, biscoitos, pãezinhos, mini sanduiches, ou espetadas de fruta e sumos… estava tudo delicioso.

Algumas das grandes mais-valias da quinta são, efetivamente, a dimensão do espaço (nomeadamente exterior), a privacidade (um aniversariante de cada vez ;)) e a flexibilidade em acrescentarmos à festa alguns detalhes que possamos considerar importantes para o momento, fugindo ao ‘chapa-cinco’.

Para o ano há mais!

Acompanhem o blogue também pelo facebook, instagram e pinterest

Fotos: JPP e decoralistablog.

Deixe uma resposta