Conversas com barriguinhas. Quem já teve?

Eu tive! E adorei! Esta semana fui assistir a uma sessão das “Conversas com Barriguinhas”, no Hospital da Luz, para preparar a chegada do (meu) novo bebé. Apesar de ser mamã de segunda viagem (e a primeira não foi há muito tempo) é incrível como há coisas que tendemos a esquecer e outras que continuamos a aprender.

No fundo, as “Conversas com Barriguinhas” mais não são do que experiências de partilha e aprendizagem onde podemos abordar conselhos úteis para o período da gravidez, dicas e cuidados sobre a maternidade, métodos de apoio ao parto natural (desejado por quase todas …) ou, ainda, esclarecimentos sobre a criopreservação das células estaminais, tão em voga hoje em dia – para citar apenas alguns exemplos.

Cada gravidez é vivida com uma intensidade própria, as diferenças que sinto entre esta experiência e a primeira são imensas! Tenho a certeza que num terceiro round tudo voltaria, uma vez mais, a ser diferente. No entanto, à medida que o tempo avança e se aproxima a data prevista de nascimento começo a pensar no momento do parto tal qual fosse a primeira vez. A verdade é que as hormonas fizeram bem o seu papel – de me fazer esquecer toda a parte ‘mais dolorosa’ da experiência de dar à luz – e agora parece que vou enfrentar o bicho papão da sala de partos, igualmente, pela primeira vez. Com os mesmos receios e ansiedades.

Foi, por isso, importantíssimo ter assistido a esta sessão e voltar a esclarecer dúvidas relacionadas com a dilatação, respiração, anestesias, postura, atitude recomendada na hora H; amamentação, recuperação pós-parto, etc, etc, etc… Neste módulo foi a Enfermeira obstetra Alexandra Pinto que nos clarificou tudo o que sabe sobre o assunto, de uma forma competente, muito própria, divertida e informal. Devo dizer que se, num primeiro momento, as participantes estavam timidamente presentes no auditório, a partir do instante em que a conversa começou a ser bilateral, as dúvidas atropelaram-se e o tempo quase não chegou para tanta questão, dúvida e pedido de esclarecimentos.

No segundo momento fomos levadas aos comandos de Telma Dias, especialista em criopreservação de células estaminais, contribuindo para o esclarecimento deste tema que tanto me tem ocupado a cabeça e cuja decisão ainda não está tomada… preservo, não preservo…? Aqui tivemos a oportunidade de esclarecer as grandes diferenças entre criopreservar apenas as células do sangue do cordão umbilical, apenas as do tecido, ou ambas? Quais as diferenças? Que doenças pode ajudar na atualidade? Quais os transplantes que já estão a ser executados? Quais os estudos que estão a decorrer na busca de novas aplicabilidades destas células? De que forma são elas preservadas? Como é o seu armazenamento? Qual a diferença entre os bancos públicos e os bancos privados? O que acontece se avançarmos para a criopreservação destas células e depois a empresa que escolhemos falir? Enfim…todo um mundo de dúvidas que aumentam cada vez que exploramos mais o assunto é só o que vos digo.

No fim, tivemos ainda oportunidade de ver em vídeo alguns dos momentos mais emocionantes vividos naquele hospital aquando do nascimento de alguns bebés. Por tudo isto, posso dizer-vos de que gostei imenso e que recomendo vivamente. Acho mesmo que, caso tenham disponibilidade, é um desperdício não assistirem a uma destas sessões uma vez que são inteiramente gratuitas e vão correndo as várias cidades do País.

Ah, e desenganem-se se pensam que são apenas para grávidas! Os papás, avós e outros elementos interessados, podem, também, inscrever-se e assistir. Talvez depois disto os futuros papás deixem de se sentir um ‘peixe fora de água’ em todo o processo de gestação e saibam, agora, de que forma atuar e contribuir nos instantes que antecedem o parto. Sim, ou pensavam que só elas é que entram em “trabalhos”?

Se ainda não tinham ouvido falar nisto e ficaram com curiosidade em saber mais, recomendo uma visita ao site: http://conversascombarriguinhas.pt/conversascombarriguinhas

Imagem via Pinterest.

Acompanhem o blogue também pelo facebook, instagram e Pinterest

8 Comments

  • Inês Macedo

    February 25, 02 2015 12:00:00

    Que máximo! Nem sabia que havia esse tipo de sessões. No dia em que engravidar também vou querer participar pois vai ser todo um novo mundo para aprender.

  • O Meu Pe Direito/Decoralista

    February 25, 02 2015 12:00:00

    É verdade Inês…é um mundo novo, totalmente! Mas as sessões valem a pena – ainda por cima são gratuitas 😉

  • José mario silva

    February 25, 02 2015 12:00:00

    Nunca assisti a uma sessão dessas mas fiz uma formação de preparação para o parto e, como pai, achei bastante útil para entender um bocado deste “universo”, habitualmente, mais distante dos homens.

  • O Meu Pe Direito/Decoralista

    February 25, 02 2015 12:00:00

    100% de acordo 😉

  • Monica Chantre

    February 26, 02 2015 12:00:00

    Que saudades de conversar com a minha barriguinha! 🙂 E quando um dia voltar a engravidar (espero que ainda um par de vezes) vou com certeza ter de repetir esses cursos e sessões de esclarecimento! Os recém-nascidos já me parecem pequenos aliens! <3

  • O Meu Pe Direito/Decoralista

    February 26, 02 2015 12:00:00

    ahahaah é verdade Mónica, eles crescem tão depressa que ao olhar para os recém-nascidos também me parecem bonequinhos frágeis 😉 Felicidades!

  • Chá do bebé

    February 27, 02 2015 12:00:00

    São realmente sessões muito úteis e interessantes <3 ! Para além de serem gratuitas, também oferecem o guia da gravidez que dá imenso jeito. Para as futuras mamãs do Porto e arredores que queiram visitar o cantinho do "Chá do Bebé", este fds no Mini Market, poderão lá levantar os seus guias 🙂 !

  • O Meu Pe Direito/Decoralista

    February 27, 02 2015 12:00:00

    Boa! Obrigada pela informação 😉

Leave a Reply