Cheap Chique: decoração low cost

0 Gostou

Moda e decoração andam, desde sempre, de mãos dadas, e à semelhança da primeira, também a segunda está cada vez mais democratizada. Felizmente, hoje em dia, há nas lojas da especialidade, oferta para todos os gostos (e carteiras!). Ter uma casa incrível e personalizada é um desejo cada vez mais passível de ser concretizado e, muitas vezes, está também, à distância de um clique. Sim… ao clicar nas próximas páginas verá as 10 dicas e sugestões que reuni na última edição da revista BPMS para que possa aplicar nas suas próprias divisões. O denominador comum? Todas são ideias de baixo custo. Aproveite, assim, a oportunidade para (re)decorar a casa sem ficar “depenada”!

1.Independentemente da divisão em causa, o primeiro passo é, sem dúvida, dedicar alguns minutos a organizar o espaço. Comece por fazer uma escolha racional de tudo o que a rodeia, percebendo o que realmente precisa ou pode ser descartado. Elimine o caos e dê lugar ao design organizando tudo o que lhe fizer falta, em caixas, pastas de arquivo, dentro do armário, em prateleiras ou outra.

2. Reutilize, renove e recicle. Entre tanta escolha e organização verifique o que pode ser aproveitado. Os três r’s nunca estiveram tanto na moda como na atualidade, e podem ser aplicados às mais variadas situações. Reciclar os seus móveis, pintando-os de outra cor, pode ser um bom exemplo de uma transformação de baixo custo, com impacto (quase) imediato no resultado final na decoração.

cheapChique-2

3.Reúna, agora, forças para arrastar os móveis, ou evangelizar alguém para a sua causa… Mude-os de sítio ou de divisão. Troque os candeeiros do quarto ou do hall de entrada pelos da sala, e substitua as cadeiras da sala pelas da sala de jantar. Não há mudança de mobiliário que não resulte num novo look. Ainda que as peças sejam as mesmas garanto-lhe que será uma “lufada de ar fresco” e que ficará surpreendida com a versatilidade das suas peças.

4. Experimente alterar a cor de uma parede de cada divisão. Escolha-a estrategicamente, pinte-a ou coloque papel de parede. Aplicar stencils ou fotografias de grandes dimensões resulta, igualmente, bem. Brinque com as suas próprias fotos, revele-as a preto e branco, sépia ou ao género de Andy Warhol. Atualmente, a grande maioria das lojas de fotografia disponibiliza estes serviços a preços razoáveis.

5. Tire partido dos têxteis. Se a sua prioridade passa por não gastar (muito) dinheiro faça a festa com a “prata da casa”. Troque os cortinados do quarto pelos da sala e vice-versa, ou ponha as almofadas da sala, no hall. Inovar em elementos como cortinados, colchas, almofadas ou capas de cadeiras ajudará a dar um outro ar à sua casa, acredite.

cheapChique-3

6. Se está mesmo fartinha do sofá e já não vai lá com capas novas… experimente mandar estofá-lo. Escolher um tecido diferente, com novas cores e texturas, mas de acordo com as almofadas e tapetes é quase tão eficaz como comprar outro sofá (apenas com menos euros…!).

7. Agora experimente com os acessórios: A jarra da sala não ficará bem no hall de entrada? De certeza que as molduras do quarto ficam perfeitas na sala. É caso para dizer: Troque-lhes as voltas.

8. Dê uma atenção especial às casas de banho e cozinhas. Ambas devem ser encaradas como divisões nobres da casa, com tudo o que isso implica. Não “deposite” por lá os objetos sem graça a pensar que ninguém vai reparar. Substitua o set de lavatório, devidamente conjugado com o tapete e a cortina… E na cozinha, experimente colocar umas cadeiras almofadadas, tal como faria na sua sala de refeições.

cheapChique-4

9. E já pensou em aderir ao estilo minimalista? Escolha, em cada divisão, uma peça a destacar: Um tapete, um candeeiro, um quadro, um cadeirão. A máxima é antiga: “Less is more”, que é como quem diz, “Menos é mais”.

10. Por fim, a regra de ouro, transforme a casa à sua imagem!

 

Deixe uma resposta