Alimentos que protegem o cabelo

Um cabelo brilhante e saudável é, por norma, sinónimo de saúde. No entanto, problemas como perda de cabelo, cabelo fraco ou com tendência para cair, são comuns e devem ser analisados. Ricardo Ferreira, nutricionista do Holmes Place de Miraflores, diz-nos o que devemos comer para um cabelo mais saudável.

A dieta alimentar tem sido evidenciada como um fator indireto que influência a queda de cabelo ou a proteção do mesmo. A malnutrição proteica provoca uma baixa síntese do cabelo, o que leva a uma redução do seu brilho, tornando-o frágil e fraco, podendo levar à queda.

Uma dieta rica em alimentos altamente processados e açúcares simples, são dois fatores que indiretamente promovem a perda de cabelo, pois contribuem para um aumento da insulina circulante, causando distúrbios que levam à falta de oxigénio na zona do cabelo e consequente à perda do mesmo.

Alguns alimentos possuem nutrientes que ajudam na proteção do cabelo. A saber:

– A cenoura é rica em vitamina A (933μg/micrograma por 100g), responsável por proteger o cabelo, dando- lhe resistência quando é frágil.

– As lentilhas são ricas em folato (110μg/micrograma por 100g), o qual participa na formação de glóbulos vermelhos cuja função, entre outras, é a oxigenação de tecidos responsáveis pela formação do cabelo, e ainda estimula a reconstrução de células do folículo piloso que produz o pelo, evitando o cabelo grisalho e a queda de cabelo. Possuem ainda um teor de vitamina A (10μg/micrograma por 100g), como referido anteriormente , importante para a resistência do cabelo.

– Os cogumelos têm um teor considerável de Vitamina B5 que previne o aparecimento precoce de cabelo grisalho, ajudando ainda na manutenção da sua cor natural. É responsável por um crescimento capilar regulado, devido ao seu papel fundamental na divisão celular do folículo capilar. Fornece ao cabelo uma hidratação adequada e acelera a criação da melanina.

– A ostra é um alimento rico em zinco (91mg por 100g), o qual participa no metabolismo das proteínas, hidratos de carbono e gorduras. Influencia os folículos pilosos e o crescimento do cabelo.O zinco ativa uma enzima que irá estimular a transformação proteica necessária para a formação do cabelo, a deficiência de zinco irá causar uma redução do crescimento do cabelo, um cabelo quebradiço e promover a queda de cabelo.

– As carnes vermelhas são ricas em ferro heme, nutriente com uma alta biodisponibilidade, ou seja, facilmente assimilado pelo organismo. A deficiência de ferro tem sido associada a uma perda de cabelo, pois este faz parte da hemoglobina que irá fornecer energia a células que se irão dividir e diferenciar e que resultam na produção do cabelo. O ferro influencia a ação de enzimas responsáveis pelo crescimento e formação do cabelo.

– O alho é rico em silício, responsável pelo crescimento e brilho do cabelo, e está presente nos alimentos na forma de ácido silícico.

– O salmão, rico em ómega 3, importante nos processos de crescimento, desenvolvimento e reparação do organismo, nomeadamente dos foliculos pilosos, tornando o cabelo mais forte e saudável. Para além disso, os seus efeitos antioxidantes podem prevenir o envelhecimento dos fios de cabelo.

– A canela, rica em antioxidantes importante na regulação de radicais livres no organismo, podem contribuir para a prevenção do envelhecimento precoce e enfraquecimento dos fios de cabelo.

– Os frutos oleaginosos contêm vitaminas e minerais que contribuem para a produção de elastina no cabelo.

Água fornece hidratação importante para saúde do cabelo. Além de também regular o volume sanguíneo e ainda contribuir para o transporte de nutrientes e metabolitos (toxinas) a ser excretadas.

Seguindo os princípios de uma dieta alimentar variada, completa e equilibrada, conseguirá o correto aporte nutricional que contribuará para um cabelo saudável.

By, Ricardo Ferreira, Nutricionista Estagiário Holmes Place Miraflores

Imagem via www.pinterest.com

Acompanhem o blogue também pelo facebook, instagram e pinterest

Leave a Reply