15 Ideias para decorar espaços pequenos

0 Gostou

Esta é uma tarefa duplamente desafiante, e porque cada centímetro é precioso sugeri, na última edição da revista BPMs – BATIMENTOS POR MÊS reunir os pontos em que os especialistas são unânimes para uma decoração de sucesso, (mesmo em poucos metros quadrados!). Aqui fica o resumo:

ESCALA. Não ignorem a proporção. Se as áreas são pequenas não compre uma cama king size ou um sofá de cinco lugares.

LUZ NATURAL. Deve ser, sempre, privilegiada. Ponderem a colocação de discretos estores de rolo, ou cortinados semitransparentes, para conferir uma leveza maior.

CORES. Os tons claros e neutros conferem amplitude. As riscas horizontais também ajudam a alongar os espaços.

MULTIFUNCIONALIDADE. Camas com gavetões, sofás-cama ou bancos com interior para arrumação, permitem rentabilizar o espaço.

MOBÍLIA ESTRATÉGICA. Cadeiras sem braços, móveis suspensos, mesas baixas ou pufes são ótimas soluções para não ‘encher’ a divisão.

TRANSPARÊNCIAS. Mobiliário em vidro, acrílico e, até, espelhado, ‘trazem’ luminosidade.

NICHOS. Muitas vezes substituem os móveis, sem roubar área útil à casa. Armazenam livros, CD’s, molduras, velas…

TÊXTEIS. Almofadas, tapetes ou abajures, podem ser destacados com cores fortes e contrastantes com as paredes.

ESPELHOS. Vão além de uma imagem refletida, e podem ser utilizados de muitas maneiras: Atrás da cama, embutidos em armários, em tampos de mesas…

STENCILS. Estes desenhos ou ilustrações estão disponíveis numa infinidade de cores e padrões, são baratos e fáceis de aplicar, sem danificar a parede.

LESS IS MORE. Só há espaço para peças fundamentais, elimine o que já não tem utilidade ou valor sentimental. Opte por poucos objetos mas marcantes.

ORGANIZAÇÃO. Atribuam um sítio para cada coisa e esforcem-se por manter tudo ordenado.

COZINHAS. Máquinas embutidas, uma mesa de fixar à parede e bancos altos são das melhores soluções quando o espaço escasseia.

CASAS DE BANHO. Pedem prateleiras funcionais, porta rolos e toalheiros com design.

CHÃO À VISTA. Deem continuidade ao piso, não o cubra na totalidade com tapetes. Um chão visível dará a sensação de que a divisão é maior.

CURIOSIDADES: 

Tiny House Movement

Sabiam que o Movimento de Casas Pequenas reúne cada vez mais adeptos, a sua maioria nos EUA. Defendem uma vida simples, em casas pequenas (ex:6 m2), e pretendem que as pessoas se questionem sobre a área de que precisam, para serem felizes. A crise económica e imobiliária, e a preocupação ambiental podem justificar o sucesso deste movimento. Mais em: http://thetinylife.com

ARTIGO ILUSTRADO NA REVISTA BPMS:

BPMS

BPMS

Acompanhem o blogue também pelo facebook, instagram e pinterest.

Deixe uma resposta